5 de dez de 2009

He Said: Worthwhile.

Eu já estava desacreditando que isso ainda poderia dar certo, palavras de "amigos" me incentivavam a deixar você de lado mas eu ainda tinha esperanças... Esperanças de ter você do meu lado. Eu precisava lutar para fazer isso realmente acontecer. [Uma, duas, três, quatro, cinco vezes ou mais conquistas vieram a suceder a derrota inicial]. Quanto mais o tempo passa, quanto mais alguns "amigos" incentivam a te deixar, mas eu sinto que poderei te encontrar. Uma sábia sugeriu-me a dizer tudo o que eu precisava dizer, arriscar-me mais para não me arrepender; por não ter todo o tempo do mundo. Eu não quis deixar nada para depois, nada para semana que vem. Foi ontem. A 100km de estrada, e a menos de 1cm de meu ouvido. Ainda ouço ecos.(Eu te amo... Eu te amo...). Mais "amigos" irão me incentivar a te deixar. Me farei de cego & surdo. Eu te amo. Nada pode parar isso, agora eu te amo.Eles não vão nos pegar. Nós correremos para longe, manteremos todas coisas simples. (Você vai ver que esperar vai valer a pena, a recompensa vai ser grande). Preciso te lembrar como tu era no início, era um vício difícil de deixar. Procuro em tanta gente um espelho teu; não vejo nada, não vejo nada.Mas se você não quiser ouvir, as canções já não me dizem mais nada. Poderiam dizer, poderiam dizer teu nome.

By Marcos Volk.

Nenhum comentário: