6 de dez de 2010

A magia do consumismo no natal.

Consumismo é o ato de consumir produtos e/ou serviços, indiscriminadamente, sem noção de que podem ser nocivos ou prejudiciais para a nossa saúde ou para o ambiente. Há várias discussões a respeito do tema, entre elas o tipo de influência que as empresas, por meio da propaganda e da publicidade, bem como a cultura industrial, por meio da TV e do cinema, exercem nas pessoas. Muitos alegam que elas induzem ao consumo desnecessário, sendo este um fruto do capitalismo e um fenômeno da sociedade de agora. //fuckpédia.

Já estamos em Dezembro até que enfim! e já se percebe a grande quantidade de propagandas de lojas em rádio, televisão, internet e carros de som anunciando sua infinita quantidade de promoções e descontos na compra dos produtos de tal, nesse natal. E antes de 25 de Dezembro a tendência é aumentar as propagandas com promoções e tantos% de desconto, aproveitem pois é isso que o Natal está tendo de melhor a lhe oferecer: Consumismo.


Magia do Natal é sinônimo de consumismo em muitos lugares do planeta, é você poder desfrutar dela comprando aquele conjunto de roupa que você viu na vitrine daquela loja, é comprar aquele aparelho de som que lançou ontem, é sair da melhor concessionária da sua cidade com o carro do ano e beber aquele refrigerante que te dá a felicidade instantânea (que por sinal eu sou viciado, mas enfim... nem por isso)... só por causa do natal.

______________x______________
Gente, como eu havia dito anteriormente, eu colocaria um endereço personalizado no blog... e coloquei! Eu vou aproveitar o embalo pra fazer umas coisinhas novas no blog, rs.
Abraços! ;***

6 comentários:

Agnes disse...

Sou ateia então não me sinto culpada de pensar que o natal é uma festa de exploração de produtos e sensações de todos os tipos.
Eu não consumo exageradamente coisas no NATAL, mas sei que ele só serve pra isso: a indústria do consume só quer que vc compre, compre, compre!

Thalles Fontana disse...

"I want you" hahahahaha tio sam.. hahahahaha

@marcosvolk disse...

Eu não sou ateu e não me sinto culpado em dizer que o natal é uma festa de exploração de produtos (2).

Karla Hack disse...

Eu acho que se o feriado nasceu por um fundo religioso, isto deveria ser lembrado - pelo menos para os que convivem com aquela postura.

Natal deveria significar muito mais do que um presente e amigos secretos...

Belo post!

;D

Claudinha disse...

escrevi um comentario imenso mas deu erro =( uahsuahsas

resumindo. Esse consumismo é o que move a economia, de fato.. consequencia dos fechamentos anuais das empresas que querem 'se livrar' de suas mercadorias pra renovar o estoque no começo do ano, daí que aparece as liquidações, prestações divididas em dezenas de meses e por aí vai. Isso mexe com o espírito consumista de dentro da gnt.. e assim vai, uma coisa puxando a outra.


adorei seu post, seeeeeguindo aqi ;*

J.W disse...

E depois o povo reclama que ta cheio de dívida... Compra tudo que da na telha e já inicia o ano devendo Deus e o mundo. Quando conseguem quitar as dívidas divididas em duzentas parcelas, já fim de anos novamente, onde se endividam DE NOVO.